Até Bem Insuficiente Tempo

25 Apr 2019 16:34
Tags

Back to list of posts

<h1>Tecnologia, Ci&ecirc;ncia E Inova&ccedil;&otilde;es</h1>

social-media-collage.jpg

<p>O principal colunista do maior jornal do estado n&atilde;o entende quantas pessoas leram seu postagem de anteontem. Mercado De Dublagem Consolida Potencial Da Voz Como Arte Global me leem e entendo que dessa vez foi mais que o habitual. Entendo mais. Sei quantos acessaram meu texto por interm&eacute;dio do Bubot, ferramenta que exerc&iacute;cio para compartilhar o hiperlink dos meus textos no Facebook e Twitter: 6581 pessoas. Continue Visualizando E Conhe&ccedil;a Por Dentro Da Ferramenta Etus , consigo ver de perto a velocidade com que este compartilhamento acontece, minuto a minuto, se quiser, se for t&atilde;o angustiado.</p>

<p>Sei assim como quem compartilhou o texto com seus pr&oacute;prios seguidores no Twitter. Quem comentou a respeito de ele nas m&iacute;dias sociais, quem pitacou o qu&ecirc; e, claro, quem alegou aqui no respectivo web site. Est&aacute; tudo inscrito e dei uma olhada panor&acirc;mica. Das pessoas que expressaram sua avalia&ccedil;&atilde;o sobre o que escrevi, entendo quem aplaudiu, quem discordou com fortes ou fracos pretextos, e quem simplesmente &eacute; um besta. Como o texto chegou a tanta gente t&atilde;o veloz?</p>

<ul>
<li>&quot;Bom senso&quot; -</li>
<li>An&uacute;ncios em filme</li>
<li>Marketing de assunto e relacionamento com t&oacute;pico em vendas no Instagram</li>
<li>Defina a ferramenta mais apropriada</li>
<li>Como elas se comportam nas m&iacute;dias sociais</li>
<li>JOSIAS PONTES disse: 29/07/12 &aacute;s 21:Quarenta e sete</li>
</ul>

<p>Parcela na pot&ecirc;ncia do R7, que destacou o texto em sua homepage, e twittou o link. Quota pela minha pr&oacute;pria seriedade. Visto que, um pouco de prop&oacute;sito e um pouco por sorte, fui criando minha pr&oacute;pria rede de relacionamentos pela internet. N&atilde;o segui nenhum manual como influenciar pessoas na web.</p>

<p>N&atilde;o escolhi um foco pra ficar batendo. N&atilde;o planejei estrategicamente ser um influenciador. Tenho hoje 8.379 seguidores no Twitter e 1.774 amigos no Facebook, uma rede de mais de dez mil pessoas. N&atilde;o &eacute; em tal grau quanto uma celebridade, n&atilde;o &eacute; a m&eacute;dia das pessoas. Razo&aacute;vel, pelo motivo de n&atilde;o sou celebridade, e n&atilde;o estou na m&eacute;dia.</p>

<p>Como eu entendo que n&atilde;o estou na m&eacute;dia? Uma nova engenhoca chamada Schmap me ilustrou. Em segundos, ela analisa teu perfil no Twitter, e diz quem s&atilde;o seus seguidores. Com algoritmos (uns endiabrados duendes digitais). O relat&oacute;rio abaixo fiz hoje, entretanto diz respeito ao dia Por meio de Um Feed De Not&iacute;cias de novembro. O Schmap &eacute; incr&iacute;vel, por&eacute;m n&atilde;o entrega as informa&ccedil;&otilde;es do dia. Tem limite com inten&ccedil;&atilde;o de tudo.</p>

<p>91,2% est&atilde;o no Brasil, 4,2% nos EUA 53,9% em S&atilde;o Paulo, 10,4% no Rio 57,8% homens 69,1% falam ingl&ecirc;s 39,5% twitam de uma a 5 vezes por dia. E por a&iacute; vai, at&eacute; comparecer em cientistas e modelos (oito de cada!). Faria significado que no Facebook o perfil dos amigos meus seja semelhante, quem sabe com presen&ccedil;a ainda superior de jornalistas e profissionais de comunica&ccedil;&atilde;o em geral, j&aacute; que, claro, &eacute; isto que eu fa&ccedil;o.</p>

<p>E tem cabimento fantasiar que os meus leitores fi&eacute;is do web site sejam at&eacute; mais influenciadores. N&atilde;o sou colunista de fofocas da Tv, futebol, inova&ccedil;&atilde;o ou finan&ccedil;as pessoais. Ningu&eacute;m entende se no dia seguinte vou digitar a respeito de uma m&uacute;sica, a padaria da esquina, ou a decad&ecirc;ncia do capitalismo. Fica dificultoso preservar fidelidade a um cara que atira com finalidade de todo lado, dia sim dia n&atilde;o.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License